SINDSFOP EXIGE DA PREFEITURA DE OURO PRETO A SUSPENSÃO IMEDIATA DOS SERVIÇOS PÚBLICOS MUNICIPAIS NÃO ESSENCIAIS E O FORNECIMENTO DE EPIs E TREINAMENTO PARA GARANTIR A SEGURANÇA DAS EQUIPES DOS SERVIÇOS ESSENCIAIS QUE PERMANECERÃO EM ATIVIDADE DURANTE A PANDEMIA DE CORONAVÍRUS

Na última quinta-feira, 19/03/2020, a diretoria do SINDSFOP, buscando garantir a segurança dos servidores públicos municipais de Ouro Preto frente ao avanço da pandemia de Coronavírus, esteve na sede da prefeitura de Ouro Preto exigindo das autoridades do executivo a suspensão imediata dos serviços públicos municipais não essenciais.

Os membros do sindicato exigiram, também, do prefeito Júlio Pimenta, o fornecimento de EPIs em quantitativo e qualitativo suficientes, além do adequado treinamento, de acordo com as normas internacionais de saúde, para garantir a segurança das equipes dos serviços essenciais que permanecerão em atividade durante a pandemia de Coronavírus e em atendimento à população ouro-pretana. Além disso, foi protocolado ofício (anexo) com as mesmas exigências.

A diretoria do SINDSFOP está atuando de forma intransigente na proteção da saúde dos servidores municipais diante dos riscos da pandemia, e em permanente cobrança ao Prefeito Júlio Pimenta para a adoção das exigências realizadas.

ANEXO

Ofício cobrando a suspensão dos serviços e o fornecimento de EPIs

A direção do SINDSFOP alerta a todos para seguirem as orientações repassadas pelas autoridades de saúde e adotarem todas as medidas indicadas para a prevenção da infecção causada pelo Coronavírus (COVID-19), ainda, reafirma seu empenho na busca pela segurança e proteção da saúde dos servidores municipais diante dos riscos desta pandemia.

SINDSFOP – GESTÃO 2017/2020

“A força e a voz dos servidores na construção de um Sindicato para todos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *